Em algum momento você já deve ter ouvido a seguinte frase: “É mais difícil manter um cliente do que conquistá-lo”. Estas duas ações são bastante desafiadoras, mas fidelizar um cliente exige um conjunto de estratégias diferenciadas, o que conhecemos no mercado como marketing de relacionamento.

Podemos definir o conceito de Marketing de Relacionamento como uma estratégia que tem o objetivo de criar e manter um relacionamento próximo entre a empresa e seus clientes. Diante da concorrência, que oferece os mesmos produtos e serviços a preços equivalentes, é necessário se destacar na memória do seu público. Através do marketing de relacionamento, a sua empresa realiza ações que promovem uma ligação afetiva com o objetivo de manter o cliente próximo.

O maior objetivo do marketing de relacionamento é conquistar e fidelizar clientes, criando uma relação de proximidade dele com a marca, ao ponto que eles se tornem defensores e divulgadores dela. Além das estratégias para obter e fidelizar clientes, o marketing de relacionamento também engloba estratégias de construção e disseminação de marca, prospecção e criação de autoridade no mercado.

Este mecanismo é adotado sobretudo quando a empresa pretende se tornar uma referência no mercado. Para isso, ela investe em boas experiências oferecidas aos seus clientes e usuários, esperando receber boas recomendações e feedbacks.

Porque investir em Marketing de Relacionamento

Além de ajudar no processo de fidelização de clientes, diminuindo custos de estratégias, o marketing de relacionamento consegue impactar em diversas áreas do seu negócio. Uma vez que você constrói um relacionamento próximo com seus clientes, a empresa será capaz de colher feedbacks constantes sobre seus produtos e serviços, permitindo uma melhoria contínua. Ao corrigir erros e otimizar processos a qualidade de seus serviços irá melhorar e, com isso, a sua percepção de valor no mercado.

Outra vantagem que o marketing de relacionamento oferece é que, você poderá tornar seus clientes em defensores da sua marca, trazendo novos clientes por meio do marketing boca a boca. Eles estarão satisfeitos e encantados pelas soluções de sua empresa, aumentando o seu alcance e o impacto no mercado.

Atualmente, a recomendação de amigos e conhecidos é a fonte de informação que tem maior credibilidade. Dessa forma, além de fidelizar os clientes, o marketing de relacionamento também ajuda a trazer mais clientes para seu negócio.

Algumas ferramentas que fazem parte do Marketing de Relacionamento

Gestão de Relacionamento com o Cliente (CRM)

O CRM se refere a um conjunto de práticas, estratégias de negócio e tecnologias focadas no cliente que, desde pequenas empresas e startups até médias e grandes organizações, podem utilizar para gerenciar e analisar as interações com seus clientes, antecipar suas necessidades e desejos, otimizar a rentabilidade e aumentar as vendas e a assertividade de suas campanhas de captação de novos clientes.

Além de armazenar informações de clientes atuais e potenciais – nome, endereço, número de telefone, etc –, e suas atividades e pontos de contato com a empresa, incluindo visitas a sites, ligações telefônicas, e-mails, entre outras interações, o CRM não funciona apenas como uma lista de contatos elaborada: ela também reúne e integra dados valiosos para preparar e atualizar suas equipes com informações pessoais dos clientes, histórico e preferência de compras.

Comunicação através de e-mail marketing

Durante muitos anos, as empresas encaravam e-mail marketing como uma ferramenta de publicidade direta, o que passou a ser recebido negativamente pelo público. No entanto, essa estratégia evoluiu e se tornou uma das principais ferramentas para aprimorar o relacionamento com o cliente, em especial pela proximidade que proporciona na relação com o usuário.

Pesquisas mostram ano após ano que o e-mail marketing é o canal com maior ROI dentre as ferramentas de marketing digital, o que significa que você gera mais conversões e faturamento com menor investimento financeiro. Segundo a Radicati, em 2015 existiam 2,5 bilhões de usuários de e-mail, e a tendência é que esse número chegue a 2,9 bilhões em 2019. Esse número representa mais de um terço da população mundial!

A verdade é que o e-mail é a tela em branco que todo profissional de marketing procura. Mensagens enviadas por e-mail não têm limites de caracteres, podem conter imagens e até GIFs.  Por meio dele, você pode comunicar mensagens curtas, incluir diversos links para páginas da web, ou contar uma história longa.

Data Mining

Data Mining consiste em um processo analítico projetado para explorar grandes quantidades de dados, na busca de padrões consistentes e relacionamentos sistemáticos entre variáveis e, então, validá-los aplicando os padrões detectados a novos subconjuntos de dados. O processo consiste basicamente em 3 etapas: exploração, construção de modelo ou definição do padrão e validação/verificação.

A premissa do Data Mining é uma argumentação ativa, isto é, em vez do usuário definir o problema, selecionar os dados e as ferramentas para analisar tais dados, as ferramentas do Data Mining pesquisam automaticamente os mesmos a procura de anomalias e possíveis relacionamentos, identificando assim problemas que não tinham sido identificados pelo usuário.

Por exemplo, por meio de técnicas de data mining, o seu negócio pode descobrir quais são as tendências de venda em dias da semana específicos, as características dos produtos vendidos e os fatores que contribuíram para essa venda.

Perfil nas redes sociais

A presença nas redes sociais tem se tornado quase obrigatória para as empresas. Afinal, é ali que os consumidores opinam e trocam informações sobre os produtos e as marcas que consomem.

Neste canal o relacionamento ocorre de forma diferenciada, uma vez que os consumidores, neste ambiente, produzem conteúdo tanto quanto são impactados por ele.  Por isso é importante que as empresas invistam em um conteúdo que gerem engajamento com o público e em seu contato diário: criando diálogo de maneira que represente a identidade da marca.

Também é importante criar uma base de dados com essas interações para que, em um outro momento, o conteúdo possa ser analisado, tornando mais fácil a percepção do que os seus clientes mais reclamam, por exemplo, e iniciar uma estratégia que minimize essas reclamações.

Programas de Clube de Vantagens

Os clubes de vantagens têm se tornado uma estratégia muito popular para os empreendedores que estão em busca de valor e fidelização, mas para que ela funcione da maneira desejada é preciso ter em mente que os benefícios oferecidos dentro do seu clube precisam ser visualizados pelo seu cliente.

Através deste novo canal, os seus clientes têm a oportunidade de usufruir de produtos e serviços exclusivos com descontos consideráveis ou mesmo gratuitos. A ideia é que o seu programa apresente uma forma inovadora de manter o relacionamento com seu público, de acordo com anseios e necessidades deles.

Conheça o Rede Parcerias

O Rede Parcerias foi desenvolvido para ser um facilitador durante esses primeiros momentos. Além de acompanharmos todo o processo de criação e implantação do seu clube de vantagens, entregamos algumas funcionalidades que são fundamentais para que você consiga conquistar os seus objetivos de maneira prática e eficiente.

Além de acompanharmos todo o processo de criação e implantação do seu clube de vantagens, entregamos algumas funcionalidades que são fundamentais para que você consiga conquistar os seus objetivos de maneira prática e eficiente.